• Português
  • English
logo
  • Marque uma consulta
    (31) 3141 4294
  • Tire suas dúvidas
    (31) 9 8428 7983
  • Microimplante capilar: uma solução para calvície feminina

    Microimplante capilar: uma solução para calvície feminina

    A calvície na mulher tem uma apresentação completamente diferente daquela observada no homem. Nas mulheres o processo é mais difuso, a perda ocorre na regão central e superior do couro cabeludo e não afeta a linha anterior de implantação dos cabelos. Inicia-se, portanto, na linha média, na área de repartição dos fios. Ocorre também a transformação do pelo terminal grosso em vêlus (penugem). É conhecida como Alopécia Androgênica Feminina (AAF).

    Ao contrário do que se pensa, a calvície feminina é tão comum quanto a masculina, porém menos severa, e de apresentação clínica totalmente diferente. As causas são as mais variadas: fator genético  (história familiar), fatores hormonais (desordens hormonais relacionados ao metabolismo da testosterona, alterações na glândula tireóide, período pós-parto, menopausa, uso de anticoncepcionais, etc.), fatores nutricionais (carência de ferro, dieta alimentar restritiva), uso de determinados medicamentos, fatores locais (sequelas cicatriciais), etc.

    Normalmente, os hormônios femininos protegem as mulheres da calvície e é por isso que ela se apresenta tão diferentemente dos homens.

    O exame físico detalhado poderá classificar o tipo de calvície feminina. Atualmente são 3 tipos, conforme a classificação de Ludwig,  e 8 tipos , segundo a classificação de Savin.

    Existem três tratamentos específicos que podem ser realizados isolados ou simultaneamente. São eles:

    • Clínico, que prevê investigação, tratamento e/ou eliminação da causa;
    • Cirúrgico ou megassessão;
    • Laser de baixa frequência – Revage.

    A cirurgia é realizada com anestesia local mais sedação seguindo os mais rigorosos padrões de qualidade e segurança. Os cuidados tomados no momento do planejamento cirúrgico dependem da observação do tipo de cabelo (textura, cor, espessura da haste, se crespo, liso ou ondulado), elasticidade e número de fios por cm2 na área receptora. Da mesma forma, é importante visualizar a densidade, o ângulo e direção de crescimento do cabelo e o nível de localização da primeira linha de implantação na área doadora.

    A alta hospitalar ocorre no mesmo dia, em casos de evolução normal. O primeiro curativo é sempre realizado no dia seguinte.

    O risco de você ficar com aspecto de cabelo de boneca não existe. Este tipo de resultado fazia parte da técnica antiga de se transplantar os fios usando punchs.

    Se você apresenta alguma dúvida, entre em contato. Agende uma consulta e aproveite para conhecer mais novidades como o transplante de fios longos, sutura tricofítica, técnica de incisão coronal, técnica com fator de crescimento derivado de plaquetas, transplante de cílios e sobrancelhas e mais.


    Dúvidas frequentes

    1) O que é preciso levar em conta antes de se submeter a uma cirurgia de calvície?

    Nem todo candidato tem condições de se submeter a esse procedimento. O fator preponderante é a densidade na distribuição de pelos na região posterior da cabeça. Outro aspecto importante é a expectativa na cobertura da área glabra – onde não tem pêlos.

    2) Qual é o melhor momento para fazer o micro implante capilar?

    Não há época exata para se submeter a este procedimento. Frequentemente, a necessidade se acentua na faixa de 30 a 60 anos, quando algum tipo de tratamento cosmético, dermatológico ou até mesmo cirúrgico foi experimentado e não obteve o resultado desejado.

    3) Quais são os casos em que o micro implante capilar é indicado?

    A cirurgia de micro implante é mais indicada para casos de densidade capilar diminuída ou ausente, mais comumente na região anterior, superior e ou lateral do couro cabeludo. Também pode ser indicada para reconstituir sobrancelhas, mascarar cicatrizes – de queimaduras, por exemplo – e falhas de crescimento de pelos.

    4) Como é a primeira consulta?

    As queixas são expostas enquanto as fotografias tiradas durante a consulta são observadas. Todas as possibilidades de correção são levantadas conforme a análise da distribuição dos pelos, a densidade na área doadora e na área receptora e os limites anatômicos específicos.

    5) É possível ter a densidade capilar aumentada em uma única sessão?

    Sim. No entanto, quando a área doadora tem densidade capilar baixa ou quando a área glabra (sem pelos) é muito grande, novas sessões podem ser necessárias. Deve se levar em conta que sempre alguma perda de enxertos pode ocorrer.

    6) Quanto tempo demora a cirurgia de calvície?

    Cada cirurgia de micro implante capilar deve ter um planejamento cirúrgico individualizado. O tempo estimado varia de acordo com cada cirurgia e pode levar entre cinco e oito horas.

    7) Como é a anestesia?

    Na maioria das vezes é realizada a anestesia local com sedação. No entanto, em casos muito isolados, pode-se optar pela anestesia geral.

    8) Como o planejamento cirúrgico é feito?

    A faixa de pele doadora proveniente da região posterior da cabeça é preparada com tricotomia (corte de cabelo). A marcação da área receptora deve ocorrer conforme a distribuição e densidade de pelos, obedecendo a um padrão irregular na linha anterior da fronte para conferir um aspecto mais natural.

    9) Em que lugar do couro cabeludo fica a incisão?

    A incisão costuma se localizar em torno de sete a dez centímetros acima da última linha de pelos na região da nuca. Geralmente, se estende em linha arqueada acompanhando a eminência nucal ou a parte mais saliente do crânio na região posterior

    10) Como a cirurgia é realizada?

    Após a retirada de um fuso de pele do couro cabeludo, são separadas todas as unidades foliculares, fio a fio, com a ajuda de uma espécie de microscópio que amplia a imagem.

    11) O que é fator de crescimento? Que benefício ele tem?

    Fator de crescimento é o produto de determinados tipos de células retiradas do sangue do próprio paciente no dia da cirurgia. Os trabalhos científicos indicam uma redução da possibilidade de hematomas, a menor formação de edema (inchaço), o que faz com que o fator de crescimento funcione como um “adubo” na vitalidade dos micro implantes enxertados.

    12) O paciente pode ir para casa no dia da cirurgia?

    Normalmente, o paciente recebe alta no mesmo dia. Isso depende da extensão e dificuldade do tratamento, do tempo cirúrgico e das condições clínicas.

    13) Como é o curativo da cirurgia de calvície?

    Logo após o término do procedimento é feito um curativo com gaze e faixa para manter os folículos protegidos. Esse curativo é retirado pelo médico no dia seguinte à cirurgia. Em alguns casos, não é realizado qualquer tipo de curativo.

    14) Quais são as intercorrências mais comuns em uma cirurgia de calvície?

    Edema (inchaço) na face, equimoses (manchas roxas) na parte do couro cabeludo, formação de crostas (sangue ressecado), perda transitória da sensibilidade, queda dos pelos enxertados entre seis a sete semanas após a cirurgia, entre outros.

    15) Que intercorrências raras podem acontecer em um micro transplante capilar?

    Hematoma, deiscência da sutura (abertura dos pontos), formação de pústulas (digestão dos folículos pelo organismo), reações alérgicas, alterações cicatriciais (clareamento ou escurecimento, hipertrofia, queloide e alargamento), rejeição dos folículos implantados, etc.

    16) Quais são os riscos envolvidos no procedimento?

    Quando a cirurgia de calvície é executada por um cirurgião plástico qualificado, as complicações podem ser menos frequentes e, usualmente, menos graves. Os riscos diminuem ainda mais com a presença de um anestesista experiente. Felizmente, trata-se de intercorrências raras e seu risco não é maior que o de sofrer um acidente de carro.

    17) Em que posição o paciente deve dormir nos primeiros dias após a cirurgia?

    Recomenda-se dormir com a cabeça discretamente elevada em relação ao leito apoiada sobre um travesseiro, em um ângulo de cerca de 30 graus. É fundamental manter-se com a face voltada para cima, nunca de lado.

    18) Quanto tempo após a operação o paciente pode tomar sol?

    Aconselha-se aguardar um período mínimo de 90 dias antes de tomar banhos de sol na praia ou na piscina com o intuito de bronzear-se. Em qualquer outra situação, é necessário usar filtro solar fator 60.

    19) Quando o crescimento do cabelo implantado poderá ser percebido?

    Somente após três a quatro meses é que se começa a perceber o crescimento de pequenos fios. É nessa fase que poderá se estimar qual a porcentagem de perda.

    20) Que situações podem interferir no resultado da cirurgia?

    Desobediência às recomendações e restrições médicas, fatores relacionados à capacidade de defesa, à resposta alérgica e cicatricial intrínseca, fatores genéticos, fatores nutricionais, traumas mínimos, manipulação excessiva, hábitos comportamentais como tabagismo, uso de medicamentos proibidos e drogas ilícitas, entre outros.

    21) Durante quanto tempo é necessário fazer a manutenção do micro implante?

    Os folículos implantados que se tornam viáveis crescem naturalmente. Os pelos remanescentes continuam o processo natural de queda, pois, diferentemente dos primeiros, podem sofrer a ação do hormônio testosterona. Novas cirurgias poderão ser programadas, de acordo com a queda destes últimos.

    Recomendações pré-operatórias

    1. Corte os cabelos normalmente, em qualquer época, evitando o comprimento excessivamente curto na região posterior.
    2. Obedeça às instruções dadas para o dia da cirurgia.
    3. Comunique qualquer anormalidade quanto ao seu estado geral com até dois dias de antecedência.
    4. Evite a ingestão de bebidas alcoólicas e alimentação copiosa no dia anterior a cirurgia.
    5. Evite usar medicamentos a base de ácido acetilsalicílico ou fórmulas para emagrecer até 10 dias antes da cirurgia.
    6. Compareça em jejum absoluto de, no mínimo, 8 horas e não traga objetos de valor para o hospital.
    7. Compareça ao local da cirurgia com um acompanhante.
    8. Leve todos os exames, inclusive o de risco cirúrgico, com termo de autorização para cirurgia e a declaração de recebimento dos termos devidamente assinados no dia da cirurgia.

    Recomendações pós-operatórias

    1. Evite esforços no dia da cirurgia, inclusive caminhadas longas ou subir escadas.
    2. Permaneça deitado com cabeceira elevada a 30 graus ou sentado nas primeiras 24 horas. Levante e movimente-se em casa, mas evite grandes esforços.
    3. Lave a área dos enxertos com o xampu próprio desencrostante durante 10 dias, até 2 vezes por dia.
    4. Aplique o Minoxidil diretamente sobre a cicatriz posterior da área doadora.
    5. Não se exponha ao sol com intuito de se bronzear por um período de 90 dias. Se for inevitável, use bloqueador solar.
    6. Obedeça à prescrição médica.
    7. Volte ao consultório nos dias e horários estipulados.
    8. Evite alimentos quentes ou que exijam mastigação excessiva nos primeiros dias. Dê preferência a sopas mornas, sorvetes, sucos, gelatina e iogurte.
    9. Consulte o manual informativo sobre a sua cirurgia quantas vezes forem necessárias. Nele você encontrará essas e outras orientações essenciais para a sua recuperação.
    10. Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases.
    11. Tire suas dúvidas com a nossa equipe. Evite sensibilizar-se pelas opiniões dos amigos na fase inicial.