• Português
  • English
logo
  • Marque uma consulta
    (31) 3141 4294
  • Tire suas dúvidas
    (31) 9 8428 7983
  • Cruroplastia: deixe suas coxas mais bonitas com lifting!

    Cruroplastia: deixe suas coxas mais bonitas com lifting!

    A Cruroplastia ou Lifting de Coxas é a cirurgia de remoção do excedente de pele (flacidez cutânea) e/ou gordura da face interna das coxas. O procedimento também é conhecido como dermolipectomia crural ou dermolipectomia em coxas.

    As características da pele desta região, muito fina e pouco elástica, tornam esta área bastante vulnerável para ptose (queda) em função do ganho/perda de peso e envelhecimento cutâneo.

    Em certos casos, a flacidez de pele pode surgir precocemente em pacientes jovens (até 35 anos), em decorrência de uma obesidade infantil, perdas ponderais acentuadas, e, muito frequentemente, devido a uma tendência genética evidente, caracterizada por uma herança familiar positiva.

    Dúvidas frequentes sobre cruroplastia

    1) O que é Cruroplastia ou Lifting de coxas?

    É a cirurgia de remoção do excedente de pele e ou gordura das coxas.

    2) Qual a indicação da Cruroplastia ou Lifting de coxas?

    Pacientes com queixa estética ou funcional com queda e/ou aumento dos tecidos em coxas.

    3) Quais são os níveis tratados pelo lifting de coxas?

    As queixas podem ser estéticas e/ou funcionais e a deformidade em coxas pode se apresentar em três níveis.

    O primeiro nível apresenta um aumento de gordura, sem flacidez de pele, e sem queda dos tecidos. Mais frequente observada em jovens, esta pele pode suportar uma lipoaspiração convencional. No entanto, a SLIMLIPO ( vide Lipoaspiração à laser) tem tido excelente indicação pois consegue retrair a pele.

    O segundo nível apresenta uma flacidez leve da pele, com ou sem aumento de gordura, com uma queda discreta dos tecidos. Nestes casos, pode associar-se ou não a lipoaspiração mais a ressecção em fuso ao longo da prega inguino crural. Em casos selecionados, uma cicatriz em “Mini T” pode ser necessária.

    O terceiro nível apresenta uma flacidez de pele moderada ou grande, com ou sem aumento de gordura. A ressecção cirúrgica é realizada em “bloco”, ou seja, retirando-se pele e gordura ao mesmo tempo. No final, haverá uma cicatriz em “T”. A cicatriz vertical pode chegar próximo ao joelho, ao longo da face interna da coxa. A cicatriz horizontal (arqueada) estende-se ao longo do ligamento inguino crural.

    4) Qual anestesia é mais usada?

    Bloqueio espinhal (Peridural/ Raquianestesia) com sedação ou anestesia geral.

    5) Quanto tempo dura a cirurgia?

    A Cruroplastia tem duração entre 2 a 4 horas.

    6) Onde ficará a minha futura cicatriz? Ela ficará visível?

    Sim. No caso da lipoaspiração, escondidas no sulco glúteo e prega inguinal. Nas outras, bastante visíveis e aparentes, verticais em coxas, e arqueadas dentro da prega inguino crural.

    7) Quais intercorrências comuns possíveis de acontecer?

    Deiscência da sutura (abertura dos pontos), queda dos tecidos, edema (inchaço), equimoses (manchas roxas), sangramento discreto pelas cicatrizes, seroma (drenagem de secreção amarela clara pela cicatriz), cicatrizes alargadas, hipertrofiadas, hiper ou hipocrômicas etc.

    8) A cirurgia é muito dolorosa?

    Não. Na grande maioria das vezes a dor é controlada com analgésicos habituais.

    9) Quando poderei retornar às minhas atividades físicas habituais?

    Após um mês de cirurgia.

    10) Quais as orientações no pós-operatório?

    Usar malha compressiva e meia antitrombótica por pelo menos 30 dias, evitar baixar as pernas (a não ser para caminhar para fazer necessidades fisiológicas) por três dias, evitar executar atividades físicas intensas no primeiro mês, evitar correr e subir escadas por 60 dias, seguir a todas orientações médicas e usar o anticoagulante por pelo menos uma semana depois da cirurgia.

    Este conteúdo é apenas para fins informativos. Não se destina a representar técnica cirúrgica real ou resultados. A informação não se destina a ser um substituto para a consulta médica profissional, diagnóstico, tratamento ou cuidado de pós-operatório. Procure sempre o aconselhamento de um profissional médico capacitado e Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).